NOSSA HISTÓRIA

historia

Pelo que sabemos, o Estado de São Paulo foi um dos primeiros da Federação a ter uma Seccional da Sociedade Brasileira de Urologia. Isto ocorreu muito tardiamente na história desta grei, ou seja, 43 anos após sua fundação na cidade do Rio de Janeiro. Assim, em 1º de agosto de 1969, na sede da Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas, na Rua General Osório, 844 – 2º andar, iniciaram-se os trabalhos desta nova regional. Os urologistas participantes desta memorável reunião foram: Augusto Amélio da Motta Pacheco, Roberto Rocha Brito, Wilson Simas, Nelson Caprini, José Albuquerque e Hamilton José Borges.A primeira diretoria teve como palco de reuniões a cidade de Campinas. Seu mandato era provisório e duraria até a realização do XII Congresso Brasileiro de Urologia (19 a 22 de novembro de 1969). Foi constituída por Augusto Amélio da Motta Pacheco (Presidente), Hamilton José Borges (Secretário) e Nelson Caprini Júnior (Tesoureiro).A partir da segunda diretoria, até o ano de 1974, as reuniões da diretoria da SBU-SP foram realizadas na sede da Associação Paulista de Medicina. A partir de 1976, constam nas atas outros endereços provisórios de reuniões, situados na cidade de São Paulo, como: o Instituto de Urologia na Rua Padre João Manuel, nº 282 e Rua Mourato Coelho, nº 543. A partir de 1980, com a aquisição da sede própria, as diretorias que se sucederam, se reuniram à Rua Augusta, nº 2933 – 3º andar, conjunto 31.Ao longo de 39 anos de existência, houve 21 mandatos sendo encabeçados por dezessete presidentes diferentes. Deve-se dizer que, apenas um deles (Mário Marrese) ocupou tal cargo por duas vezes não consecutivas (1982-1983 e 1988-1989).

Como representantes do Interior houve seis mandatos: Hamilton José Borges – Campinas (agosto a dezembro de 1979), que assumiu o cargo em conseqüência da morte de Manoel Tabacow Hidal (1978-1º semestre de 1979); Eliseu Roberto Mello Denadai – São José do Rio Preto (1990-1991), José Carlos Souza Trindade – Botucatu (1996-1997), Paulo César Rodrigues Palma, Aguinaldo César Nardi (2004-2005) e Ubirajara Ferreira (2008-2009).

Entre os feitos mais significativos realizados pela Seccional de São Paulo, têm-se:

a) XV Congresso Brasileiro de Urologia (1973);

b) Aquisição de sede cuja inauguração ocorreu em 27 de março de 1980, tendo como colaboradores: Alfredo Duarte Cabral, Augusto Amélio da Motta Pacheco, Carlos Máximo Fernandes Cabral, Clara Zilberlicht Rosset, Darcy Villela Itiberê, Francisco Rômulo Rabello, Gilberto Menezes de Góes, Hamilton José Borges, Jarbas Barbosa dos Santos, José dos Santos Perfeito, Luiz Raphael Andreoni Marsaióli, Manoel Tabacow Hidal, Nelson Rodrigues Netto Jr., Oswaldo Boccalini, Roberto Rocha Brito, Ronaldo de Aguiar Souza Zulian, Walter Jorge Bestane, Ely Lilly do Brasil, H. Strattner e Laboratório Eaton Vemaco;

c) Criação do Órgão Oficial de Informações inicialmente denominado Boletim Informativo Urológico – BIU – (1980-1981) depois, Jornal de Informações Urológicas – JIU (1983-1989) e novamente BIU agora, porém, Boletim de Informações Urológicas (desde 1980);

d) Interiorização de Cursos e Jornadas de ensino e reciclagem;

e) Início do Congresso Paulista de Urologia, realizado bienalmente desde 1990;

f) XXIV Congresso Brasileiro de Urologia (1993);

g) Inter-relacionamento com o Conselho Regional de Medicina (CREMESP) através da criação da Câmara Técnica de Urologia;

h) Engajamento crescente na luta por melhores honorários profissionais;

i) Informatização da sede e seu respectivo aprimoramento;

j) Resgate do acervo científico-cultural referente à galeria dos ex-presidentes, ao Jornal Brasileiro de Urologia, Boletim de Informações Urológicas e Boletim da Urologia;

k) Aquisição e reforma de sede cuja inauguração foi em 31/10/1997, à Rua Cuxiponés, 97;

i) Aquisição e reforma de sede cuja inauguração foi em 16/04/2005, à Rua Tabapuã, 1.123 – conj. 101 – Itaim Bibi – São Paulo/SP, e venda da sede da Rua Cuxiponés, 97.