Notícias

Atualização médica, reencontros, nostalgia e futebol marcaram a terceira edição do Uro Onco Litoral

O congresso, que já virou tradicional na Baixada Santista, reuniu mais de 300 médicos vindos de todo o Brasil, e contou com a presença ilustre dos eternos ídolos dos Santos Futebol Clube, que compartilharam experiências e casos inusitados de quando jogaram na companhia do Pelé

A SBU-SP realizou mais uma edição do Uro Onco Litoral na tradicional praia do Gonzaga, em Santos, litoral sul de São Paulo. O encontro apresentou os últimos avanços da Uro-Oncologia moderna com a presença de especialistas nacionais e, também, vindos da Faculdade de Medicina de Harvard e da Johns Hopkins, dos Estados Unidos. Com mais de 300 inscritos, o congresso deste ano aconteceu no Parque Balneário Hotel, e atraiu a (1%) de participantes da região nordeste (74%) da sudeste, (2,16%) sul, e os demais inscritos não informaram a região.

A programação abordou a uro oncologia com ênfase em casos clínicos desafiadores de tumores e câncer de próstata, câncer e tumores de rim, câncer de bexiga e urotélio e tumores de pênis, adrenal e testículos. Além disso, novos métodos de diagnóstico por imagem, novas drogas e protocolos, como a análise genética aprimora os resultados do tratamento, cirurgia robótica, laparoscópica e novos tratamento minimamente invasivos, entre outros.

 

Participação de mais de 300 urologistas durante o evento

“A ideia é propiciar uma ampla revisão da boa prática desta importante subespecialidade da urologia, bem como apresentar as inovações que deverão contribuir para aprimorar os cuidados aos nossos pacientes. Todos os temas serão acompanhados de discussões de casos, cursos e workshops durante o congresso e plenárias objetivas e interativas com caráter educativo e prático”, garante o urologista Dr. Flavio Trigo, presidente da SBU-SP – Sociedade Brasileira de Urologia – seccional São Paulo, durante a realização do evento.

Na edição deste ano, a SBU-SP trouxe especialistas internacionais como o Dr. Quoc-Dien Trinh, professor assistente de cirurgia na Faculdade de Medicina de Harvard, Brigham e Hospital das Mulheres e Dana-Farber Cancer Institute, Dr. Max Kates, MD, é co-diretor da Clínica Multidisciplinar do Câncer de Bexiga e professor assistente de Urologia no Instituto de Urologia James Buchanan Brady da Medicina Johns Hopkins.

Dr. Quoc-Dien Trinh

Também abrilhantam o congresso, Dr. Ketan K. Badani, professor de Urologia na Escola de Medicina de Icahn em Mount Sinai, em Nova York, vice-presidente de operações robóticas no sistema de saúde, Dr. Robert Svatek, Professor e Presidente Interino no Departamento de Urologia na Universidade do Texas Health San Antonio e Dr. Michael J. Droller, urologista da escola médica de Harvard.

Dr. Ketan K. Badani

A Urologia é uma especialidade em constante evolução e a Uro-Oncologia está entre as que evoluem com maior rapidez. “O tratamento do paciente oncológico tornou-se mais amplo, multiprofissional, exigindo a participação de profissionais de outras especialidades como enfermagem, fisioterapia, psicologia etc. A reciclagem de todos os profissionais envolvidos no tratamento do câncer urológico é necessária, em especial, a do urologista, em que o campo de ação deve ser amplo e não limitado somente em procedimentos cirúrgicos, mas no tratamento do paciente como um todo”, diz Trigo.

Heróis dos Santos

Este ano, pela primeira vez, a SBU-SP confirmou uma atração especial, que deu graça, leveza e um dose de nostalgia ao congresso. Com as presenças de Dorval, Mengálvio, Pepe e Lima, os eternos ídolos do Santos se encontraram no Balneário Hotel para contar um pouco das histórias do passado ao lado do Rei Pelé, curiosidades e fatos inusitados. Quando perguntado se o quarteto tinha o hábito de realizar exames de prevenção e ir ao urologista, já que estamos no mês de conscientização da saúde masculina, Mengálvio, que atuava como meia, bicampeão mundial interclubes e bicampeão da Libertadores (1962 e 1963) pelo Santos FC,  disse sem titubear “Quem me leva e insiste para eu ir ao médico, é minha esposa. Ela é a culpada e grande incentivadora”, gargalhou.

O eternos ídolos do Santos, Dorval, Mengálvio, Pepe e Lima se encontraram para falar sobre as histórias com Pelé.

Já Pepe, ex-ponta-esquerda do Santos e que se aposentou como técnico comentou que não vê nenhum problema nisto e incentivou que outros homens também façam o mesmo “Eu me cuido muito, faço os exames de rotina para eu viver muitos anos”, brincou. O quarteto jogou na década de 60, no Santos, e conquistou o bicampeonato da Libertadores e do Mundial de Clubes.

A SBU-SP (Sociedade Brasileira de Urologia de São Paulo) que completou 50 anos de existência este ano, deu início a mais uma campanha do Novembro Azul, para todo o Estado, sobre a importância da prevenção da saúde masculina. Com o mote “A saúde do homem vai além da próstata – procure o urologista”, a entidade realiza desde 2004 e, anualmente, ações de conscientização para aumentar a sobrevida de pacientes.

Faixa em campo – apoio Santos Futebol Clube

Durante o mês de novembro, em São Paulo, e com o apoio do Departamento de Iluminação Pública – ILUME, e da Prefeitura, monumentos públicos da capital paulista estão iluminados como a Ponte Octávio Frias de Oliveira – chamada popularmente de Estaiada, Viaduto do Chá, Edifício Matarazzo (Sede da Prefeitura) e Biblioteca Mario de Andrade. Além disso, iluminação no Memorial da América Latina, em São Paulo.

Estão previstas, ainda, conscientização de jogadores e visitantes no Corinthians, além de palestras de conscientização em empresas como Klabin, ESPM, GE e Dersa. Esse ano, o Santos Futebol Clube nos apoiará com a entrada de uma faixa em campo, durante o jogo contra o Cruzeiro, no dia 23 de novembro, com frases de conscientização da saúde do homem.

 

Urologistas de todo o Brasil estiveram em Santos para participar do Uro Onco Litoral