Destaques Notícias

Jornada Paulista de Urologia, em Campos do Jordão, tem mais de 1000 profissionais inscritos em 2019

Com uma programação diversificada sobre os principais temas da área, o encontro proporcionou uma valiosa troca de experiências clínicas, inovações e compartilhamento de descobertas científicas

Com a proposta de levar para a discussão médica os principais assuntos da especialidade e valorizar o papel das novas tecnologias na rotina urológica, a Sociedade Brasileira de Urologia de São Paulo promoveu entre os dias 11 a 13 de abril, a XVI Jornada Paulista de Urologia, na bucólica e atrativa Campos do Jordão, no interior do Estado de SP.

O evento, recorde de público e arrecadação, teve mais de 1000 profissionais inscritos, de norte a sul do Brasil. A organização computou cerca de 595 médicos do Estado de SP, 32 do Rio de Janeiro, 31 de Minas Gerais, 13 de Goiás, 13 do Paraná, 11 do Ceará, entre outros Estados como Acre, Espírito Santo, Mato Grosso, Maranhão, Pernambuco, Amazonas, entre outros.

O objetivo foi apresentar os principais avanços, inovações, pesquisas e novos tratamentos prescritos nos últimos anos no Brasil e, no mundo, na Urologia. Tradicional, o encontro já é consolidado pela comunidade médica por reunir grandes nomes da Urologia nacional e internacional, trouxe para essa edição médicos renomados vindos da América do Norte, América do Sul e Europa.

“Já estamos na 16ª edição da Jornada e é sempre um evento de muito sucesso e adesão por parte dos médicos. A cada ano inovamos a programação científica, baseado nas principais diretrizes internacionais e na experiência clínica dos especialistas convidados. O Comitê Científico planejou sessões e workshops sobre boas práticas de diagnóstico e tratamentos para as mais diversas doenças urológicas e, assim, contribuiu para levar uma Urologia de alto nível aos participantes, que se confirmou pelo número de presentes que tivemos esse ano”, comemora Dr. Flavio Trigo, presidente da Sociedade Brasileira de Urologia de SP.

Entre os temas selecionados, a Jornada Paulista deste ano abordou implante de prótese peniana, reposição hormonal, disfunção erétil, infertilidade, câncer de testículos, de pênis, próstata, rim e bexiga, HPB, litíase renal e urinária. Além disso, varicocele na adolescência, urologia de consultório, engenharia celular na reconstrução uretral, atualização em oncologia na uropediatria, bexiga neurogênica, incontinência urinária, além de vários workshops sendo ministrados no decorrer da jornada.

Também ocorreu o 1º encontro de ex-residentes de Urologia do HCFMUSP e Fellowships em Uro-Oncologia do Hospital Sírio-Libanês.

“É um evento menor da SBU-SP, porém muito completo. De forma condensada e prática, permite a atualização do urologista nas várias subespecialidades, além do contato fácil e próximo com um acervo extenso da indústria Farmacêutica e de equipamentos disponíveis”, pontua o Dr. Armando Abrantes, vice-presidente e, nesta edição, foi presidente da JPU.

Palestrantes internacionais

Entre os destaques confirmados, a presença do especialista John P. Mulhall, diretor do Programa de Medicina Sexual & Reprodutiva Masculina no Memorial Sloan Kettering Cancer Center em New York, professor adjunto de urologia no Departamento de Urologia da Weill Cornell Medical College abordará, entre outros temas, hormônio terapia do câncer de próstata e os maiores erros na prática clínica.

Além deles, o urologista Dr. Mariano Gonzales, chefe da sessão Laser e Endourologia do Hospital Italiano de Buenos Aires, na Argentina, discutiu a litíase urinária, cirurgia renal percutânea, entre outros assuntos. Já o Dr. Surena Matin, médico do Colégio Americano de Cirurgiões da Monteleone Family Foundation, de Nova York apresentará novidades sobre câncer de rim localizado, câncer de próstata, avanços terapêuticos no tratamento do carcinoma urotelial no trato superior urinário.

Por fim, o Dr. John Heesakkers, que trabalha no Departamento de Urologia do Centro Médico da Universidade Rabdoud e atua como consultor na Clínica de Reabilitação St Maarten em Nijmegen, na Holanda, falou sobre esfíncter artificial e bexiga hiperativa, dentre outros assuntos.

Sobre a SBU-SP

A Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) é uma entidade médica, com 90 anos de fundação, que congrega mais de 4.500 mil médicos associados em todo o País, sendo 30% relativos ao Estado de São Paulo. Sem fins lucrativos, representa os profissionais da especialidade de Urologia clínica e cirúrgica, responsável pelo diagnóstico e pelo tratamento das enfermidades do sistema urinário, de ambos os sexos, e do sistema genital masculino. Realiza desde 2004 campanhas anuais de conscientização do câncer de próstata para aumentar a sobrevida de pacientes acometidos pela doença.

Público